Um sonho realizado com o karmanguia 67

Ramon Durães - Um sonho realizado com o karmanguia 67

Eu sempre gostei de carros antigos, mas nunca tinha tido uma proximidade grande de ter algum. Eu não lembro como conheci o Karmann-Guia, mas achei muito interessante o estilo dele e bem interessante para a época. Acredito que em meados de 1999 eu fiz a minha primeira viagem de avião e fui  a Florianópolis onde comprei uma replica dessas de brinquedo e coloquei na cabeça que queria comprar um carro desses.

 

É engraçado que de lá mesmo olhando pela “internet” encontrei um a venda em Salvador e na volta fui ver o carro em um local bem distante até. Estava bem destruído, mas achei bem legal e acabei fechando negócio. Depois de um longo tempo reformando acabou saindo. A cor original era vermelha, mas meu desejo era ter ele na cor preta então fiz as modificações.

 

Ter conseguido realizar esse sonho na época foi muito legal mesmo. Aquela coisa de colocar um objetivo e correr atrás para conseguir e se torna algo muito empolgante que acaba servindo de exemplo para outras iniciativas. No caminho não precisamos nos preocupar com o destino e sim com os objetivos. Temos uma tendência natural a querer planejar tudo e por tantos planos você pode deixar de fazer coisas mais simples que te fazem mais feliz.

 

Você pode imaginar que para comprar um carro usado, regularizar e reformar se gasta uma boa grana e de fato é isso que acontece. Quanto maior o obstáculo mais engrandecedor é a realização. Eu vivi um grande momento com esse carro e passeava muito feliz pela rua. Adorava passear e conversar sobre ele. As pessoas paravam muito para perguntar e eu achava aquilo o máximo principalmente depois do enorme trampo em tornar real. É como a comemoração da entrega de um projeto.

 

Se você for observar não tem diferença de nenhum projeto que fazemos hoje. Eu pelo menos me dedico ao máximo do máximo em todas as minhas iniciativas nos clientes até arrancar um sorriso de satisfação pelo resultado alcançado e olha que não sou dentista. Eu diria que isso vale tão quanto o dinheiro e é o maior conforto que tenho para me convencer a viajar pelo Brasil visitando os mais variados lugares.

 

Nesse meio do caminho eu decidi sair de casa e alugar um apartamento. Era uma coisa que já queria fazer a muito tempo e ter o meu primeiro cantinho, mas foi algo que decidi da noite para o dia. As vezes faço isso até hoje e me divirto muito. Pois se ficasse pensando nunca ia alugar nada afinal é um enorme gasto que se você for raciocinar friamente vale mais ficar na casa dos pais se escondendo até ao máximo. Mas isso ia de contra o meu perfil e decidi que não dava mais. Dai aluguei apartamento e me mudei sem nada praticamente.

 

Durante esse tempo sempre aparecia alguém querendo comprar o Karmann tendo recebido e recusado várias ofertas. Até que quando decidi vender no meio da mudança para o meu novo lar com o objetivo de pegar o dinheiro e comprar as coisas para o apartamento. O mais interessante é que vendi para um cara que você não dava nada que ele tinha a grana para pagar. Ele me procurou várias vezes e ficava admirando o carro. Ele trouxe todo o dinheiro em notas trocadas típico de gente que passa muito tempo ajuntando. Eu vendi o carro feliz para ele que com certeza estava realizando um grande momento. Esse carro se transformou nisso em um grande marco e impulso na minha vida no momento mais importante que é a saída de casa.

 

Estaremos sempre vivos e fortes enquanto continuamos sonhando. Nunca abra mão de viver os seus momentos por mais simples que sejam sempre representam algo de grande potencial de realização. Esteja firme e rasgue o plano contribuindo o seu destino conforme a sua felicidade.

 

Um forte abraço e até a próxima

Para saber mais
Volkswagen Karmann Ghia
Roberto carlos 120 150 190 KM por hora
Roberto Carlos As Curvas da Estrada de Santos 1969

[],
Ramon Durães