Carta aberta a operadoras de telefonia 3G no Brasil

Como sabemos o Brasil é um pais muito grande e por incrível que pareça o acesso a internet ainda é um grande desafio em todos os cantos e até para as operadoras de telefonia que dominam 3G e não estão explorando corretamente. Eles ainda pensam e querem vender acesso a internet como vendem telefones.

Acessar a Internet hoje é o diferencial para muitas pessoas e negócios dos pequenos aos grandes. Usar o telefone é um item a parte como resultado de um contato inicial por MSN / Twitter / Email e afins.

A TIM saiu na frente oferecendo o primeiro acesso 3G pré-pago, porém limite de trafego muito pequeno (250MB/dia) e uma alta taxa de R$1,05 (um real e cinco centavos por cada MB de dados avulso) além de um processo complicado para contratação.

A grande questão que estou querendo levantar contra esse modelo tradicional é que as mesmas ainda estão focadas na venda do telefone deixando a internet como um agregado.
Para se contratar um plano desses você precisa mandar uma mensagem de texto para o número deles ou tirar o chip do mini modem e colocar em um aparelho para fazer a contratação por telefone do acesso a internet.

Se você simplesmente conectar já estará tarifando e isso para quem precisa de acesso eventual sai muito caro. Por tanto a opção de planos pré pagos já é uma grande opção e precisa ser otimizada para oferecer um bom serviço a todos.

O mais legal disso tudo além de todo esse complicador é que você não sabe quando vai acabar o plano contratado. Acabando já entra na tarifação dos megas adicionais que pode zerar seu saldo de créditos ou sua conta se você tiver plano pós pago.

Depois dessa breve introdução chegou o momento de irmos ao objetivo dessa carta aberta com sugestões para que melhorem o serviço e vendam internet como internet e pela internet.

1)Comprar um novo chip. Basta uma ligação para operadora para os devidos cadastros para ativar ou configurar que todo acesso de dados será ativado pelo browser.

2) O usuário deve sempre se conectar usando mini modem e cair em uma página simplificada como a da Vex ou similares existentes em hotéis e nos aeroportos e ativar se necessário seu plano eventual. Após terminar o plano o usuário deve ser levado a essa página para novas contratações ou configurar que se faça de forma automática.

3)Nessa mesma página você pode entrar com o numero do cartão e comprar mais créditos ou adicionar manualmente via senha caso compre de qualquer outra forma.

4) Com um serviço simples desse você compra um chip em qualquer lugar e usa a internet em qualquer lugar. Conecta seleciona plano desejado e pronto. Inclusive com opção de auto contratação em caso de acabar o prazo do plano.

5) Porque as pessoas gostam de complicar a vida do usuário ?

Deixe o poder da escolha com o usuário. Vocês verão que o grande mercado vai fazer a escolha pelo melhor fornecedor.

Com a palavra: Oi; VIVO; TIM; Claro

[],
Ramon Durães