O Facebook do like ao comment

As redes sociais estão cada vez mais presentes em nossas vidas e o Facebook tornou-se um dos maiores lideres em plataforma de redes sociais atraindo até a data atual o número de 600 milhões de usuários. Qualquer link que você fizer com o Facebook estará usufruindo dessa imensa plataforma de comunicação para propagar ideias em todas as pessoas conectadas.

Com tamanho crescimento o facebook passou a disponibilizar recursos fora da própria rede social como botão curtir (Like) que se tornou rapidamente um grande sucesso. Ele permite que você navegando em um site com conteúdo de seu interesse possa com um clique capturar esse link e divulgar em sua rede social. Um simples clique leva o conteúdo de um blog ao infinito atraindo novos seguidores que vão seguir a sua recomendação para visitar e conhecer. Os dois lados ganham uma vez que com facilidade você recomenda conteúdo aos seus seguidores. Confira um exemplo de botão na figura abaixo.

image 

Outro recurso muito interessante é o Likebox onde usuários que visitam a sua página recomendam e trazem todo o poder da rede social para agregar o mais importantes de todos os valores da Web 3.0 que é a recomendação social inclusive com o rosto das pessoas. Esse box é interessante e muito inteligente uma vez que se você visita um site logado no facebook ele já identifica isso e mostra primeiro os seus amigos que já estão recomendando.

 

image

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Facepile é outro tipo de caixa de pessoas. A primeira vez que vi foi no Foursquare. E é outra forma de ter o Likebox tipo na horizontal e bem light. Vale lembrar que ambos ainda dá para fazer customizações no css e adaptar bastante ao seu portal. Confirma a imagem abaixo:

image

E a grande novidade é o Facebook Comments com uma caixa de comentários para que você substitua os comentários tradicionais pelos Social Comments com uma integração total ao Facebook. O grande diferencial é que se você comentar uma página ele já pode fazer o mesmo post no Facebook ampliando a sua recomendação que além do like estará se complementando com o conteúdo adicional que você colocou.

image 

Como você está observando todas as atividades do seu site são mapeadas e integradas no facebook fazendo com que você aproveite  toda a infraestrutura de rede social deles para aumentar mais ainda as visitas. É um modelo realmente bom e eficiente para os dois lados. Com todos esses dados mapeados você pode colocar outra ciaxa de informações chamada de Activity Feed que apresenta as atividades dos usuários conforme exemplo abaixo.

Activity Feed

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A implementação desses recursos em seu site ou blog é muito fácil mas requer um pouco de conhecimento na tecnologia HTML para copiar o código do Facebook e colar em seu site. Se você tem um blog no WordPress você pode aproveitar os plugins já criados qu fazem todo o trabalho manual. O item que requer um pouco mais de atenção é o Comments uma vez que requer a criação de uma aplicação no Facebook. Na prática é só fazer um cadastro de uma aplicação para obter o ID da mesma e colocar no site.

Eu já estive conversando sobre esse tema em outro post A arte de comentar e A arte de escrever na era digital justamente falando sobre toda esa mudança que está acontecendo na mídia e no relacionamento das pessoas de uma maneira geral e acaba impactando em nosso dia a dia.

Se você é da área de tecnologia deve está pensando nesse momento que o Facebook se tornou um sistema operacional Matrix da web e é justamente isso mesmo. Se você é de outra área deve está pensando “Nossa esses caras do Facebook querem dominar o  mundo”. O que está acontecendo na prática é que o Facebook se tornou um grande vinculo entre as pessoas. E com essa estratégia de colocar recursos fora do Facebook só faz complementar o nosso dia a dia no mundo real onde todos ganham compartilhando contéudo. Aproveite agora mesmo e teste os comentários do Facebook em meu blog.

Para saber mais:
Like Button
Like Box
Facepile
Comments
Activity Feed
Facebook Comments for WordPress

[],
Ramon Durães